12.04.2022 - Reforma tributária será 1º ato do próximo governo, diz Guedes

(www.poder360.com.br)

Ministro disse que o projeto que muda as regras do IR “precisa” ser feito e é “muito simples”.

MARINA BARBOSA

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta 2ª feira (11.abr.2022) que a reforma tributária sairá do papel. Segundo ele, se não avançar neste ano, esta será a 1ª proposta de um eventual 2º mandato de Jair Bolsonaro (PL).

“É uma questão de tempo. Nós vamos fazer. Se não fizer agora, vai ser a 1ª medida do nosso governo no 2º mandato”, disse Guedes, ao palestrar durante o aniversário da Associação Comercial e Empresarial de Maringá.

Ele seguiu: “A reforma era muito simples e é, seguramente, o que nós vamos encaminhar logo no 1º mês do próximo governo. É exatamente a reforma tributária que nós estávamos propondo antes”.

O ministro fez referência ao projeto que muda as regras do IR (Imposto de Renda) ao falar sobre a reforma tributária do governo. Ele disse que o projeto reduz a carga tributária das empresas, desonera a classe média e taxa os super ricos. Segundo ele, é o que se espera do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

O projeto apresentado pelo governo em 2021 propõe a redução do IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e a correção da tabela do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). Em contrapartida, propõe a taxação dos lucros e dividendos.

TRAMITAÇÃO

A mudança nas regras do IR foi aprovada pela Câmara dos Deputados, mas foi alvo de uma série de críticas e está parada no Senado Federal. Os senadores tentam votar outra proposta de reforma tributária, que unifica os impostos. A votação, contudo, foi adiada no fim de março.

Guedes saiu em defesa do projeto do IR, dizendo que que a taxação dos lucros e dividendos seria de 15% e só para os valores mensais superiores a R$ 400 mil. Ele disse que é uma “insensatez” não apoiar o projeto, porque é uma “reforma pró-mercado”.

“A reforma é relativamente simples e foi obstaculizada. Lobbies vieram e paralisaram a reforma. Ela terá que ser feita e será feita. Tomara que seja feita por nós, porque qualquer outro grupo que entrar [no governo] vai botar [o imposto] muito maior, vai botar no progressivo”, afirmou.

O ministro disse ainda que promete intensificar o programa econômico deste governo se o presidente Jair Bolsonaro (PL) for reeleito, com reformas e privatizações. Falou ainda que tentará novamente desonerar a folha de pagamentos.

Guedes mostrou-se confiante no desempenho do centro-direito nas eleições deste ano. Segundo ele, o Brasil está entrando em 2022 “com a perspectiva de reforma no Congresso, com partidos de centro-direita ampliando a votação”.

FONTE: https://www.poder360.com.br/economia/reforma-tributaria-sera-1o-ato-do-proximo-governo-diz-guedes/

28 Junho 2022

28.06.2022 - Modernização das leis trabalhistas completa cinco anos (www.acontecenors.com.br (http://www.acontecenors.com.br)) Reforma Trabalhista trouxe avanços...

28 Junho 2022

28.06.2022 - Trabalhador que não comprovou horas excedentes não receberá pagamento (www.migalhas.com.br (http://www.migalhas.com.br)) Ele alegava...

27 Junho 2022

27.06.2022 - A utilização do ponto eletrônico biométrico após a vigência da LGPD (www.migalhas.com.br...

 

 


 

Receba Notícias do Setor