11.05.2022 - É válida justa causa a homem que descumpriu normas de segurança da JBS

(www.migalhas.com.br)

Para colegiado, o trabalhador colocou em risco a integridade física dele e das demais pessoas no local.

A 5ª câmara do TRT da 12ª região reformou sentença e manteve a justa causa aplicada a trabalhador que descumpriu regras de segurança da JBS e colocar em risco a integridade física do trabalhador e demais pessoas no local. O colegiado considerou que medidas faltosas relativas à segurança do trabalho devem ser coibidas com veemência, sob pena de estimular outros trabalhadores a também as desrespeitar.

Segundo os autos, o trabalhador foi demitido por justa causa ao fazer manutenção em uma máquina que estava com problema, por não ter colocado um cadeado para começar a realizar o procedimento de manutenção.

A aplicação da penalidade de justa causa ao trabalhador foi afastada pelo juiz de origem por entender que a conduta praticada pelo empregado não foi grave o suficiente a ponto de ensejar a aplicação direta da pena capital.

A empresa recorreu alegando que a conduta foi grave, pois, ao realizar a manutenção de um equipamento sem realizar o devido bloqueio da máquina, o empregado descumpriu uma norma de segurança do trabalho e colocou em risco a sua integridade física e dos demais colegas do setor

A redatora designada para o acórdão, Mari Eleda Migliorini, ao analisar o caso, ressaltou que o funcionário admitiu saber que a peça deveria ser colocada antes de se proceder à manutenção na máquina, mas não o fez.

Consta em instrução interna, salientado pela magistrada, que é "obrigatório realizar a intervenção em máquinas e equipamentos somente com o devido bloqueio e sinalização" e tomar "conhecimento de que, conforme diretrizes, o descumprimento das [regras] implicará na descontinuidade do meu contrato de trabalho".

Diante disso, entendeu correta a gradação da pena realizada pela empregadora, considerando, no caso concreto, a falta grave o suficiente para a justa causa na despedida, em razão da estrita relação do ato faltoso às condições de segurança do trabalho.

"O empregador não pode ser tolerante com erros afetos à segurança dos trabalhadores. Tivesse a máquina lesionado alguém antes da colocação do cadeado, certamente esta Justiça estaria pronta para responsabilizar o empregador e condená-lo no pagamento de indenizações. O próprio Ministério Público do Trabalho poderia tomar a iniciativa de sobre ele intervir, investigar e impor medidas repreensivas."

Assim, deu parcial provimento ao recurso para reafirmar a dispensa por justa causa do trabalhador.

Processo: 0000339-82.2021.5.12.0027
Veja a decisão.

Por: Redação do Migalhas

FONTE: https://www.migalhas.com.br/quentes/365681/e-valida-justa-causa-a-homem-que-descumpriu-normas-de-seguranca-da-jbs

27 Maio 2022

27.05.2022 - Em meio a discussão sobre aumento da miséria, Senado confirma salário...

27 Maio 2022

27.05.2022 - Geolocalização como meio de prova e implicações na proteção de dados...

26 Maio 2022

26.05.2022 - Empresa não pagará horas extras em turno de revezamento e hora...

 

 


 

Receba Notícias do Setor