Roberto Buzzinari

Roberto Buzzinari, gerente de operações da Rede Plaza – Shoppings Paulista, West Plaza e Pátio Higienópolis, onde circulam cerca de 20 mil consumidores por mês.

Que serviços os shoppings da Rede Plaza terceirizam?

Os três shoppings da Rede Plaza – Paulista, West Plaza e Pátio Higienópolis – seguem a mesma linha: terceirizam serviços de limpeza, coleta de lixo, tratamento de água do ar condicionado, de água potável, manutenção de escadas rolantes, elevadores, serviços de enfermaria e vigilância sanitária. Para cada ramo, é contratada uma empresa diferente.

No final de ano, há aumento na demanda por mão-de-obra terceirizada? Em que atividades?

Em alguns setores há aumento de quadro funcional, como na limpeza e na segurança.

Em razão de se trabalhar em três turnos, os serviços auxiliares, que incluem basicamente as atividades de limpeza, geram muitos empregos?

Com certeza. O turno da noite, por exemplo, é voltado para o tratamento do piso, que é lavado e encerado, e para uma limpeza mais profunda dos banheiros.

Que vantagens o contratante aufere com a terceirização de serviços nos shoppings?

A grande vantagem é que a empresa contratada é especializada na atividade. Além disso, você tem reposição mais rápida de funcionários. Os custos também compensam. Aqui no Higienópolis, terceirizamos esses serviços desde a inauguração, há seis anos.

Na sua visão, que cuidados devem ser tomados na terceirização dessas atividades em shoppings?

O contratante deve atentar principalmente para a solidez da empresa terceirizada e o cumprimento de obrigações tributárias e trabalhistas. Antes de contratar, a gente procura a avaliação da empresa no mercado, busca referências junto a outros clientes.

Existe uma percepção de que as pessoas se sentem constrangidas em sujar locais que estão extremamente limpos. Isso se comprova nos shoppings, ou seja, a limpeza do ambiente influi para nesta postura do usuário?

Sim. Se o banheiro estiver sujo, o consumidor não irá se preocupar em usá-lo de forma disciplinada. Para manter a limpeza do espaço, até os donos de cachorros que vêm com seus animais ao Higienópolis costumam limpar a sujeira que os bichos fazem.

O contratante acompanha ou faz algum tipo de exigência específica quanto aos produtos de higiene e limpeza usados no dia-a-dia?

A gente interfere, não permitindo que se usem produtos com cheiro muito forte, cloro ou produtos abrasivos, que comprometem as louças e metais dos banheiros. Procuramos intervir também para que se use um produto mais eficiente, que dê uma sensação maior de limpeza.

Como se dá a avaliação da qualidade dos serviços prestados?

Ao longo do contrato, efetuamos um rígido acompanhamento. Acompanhamos detalhadamente cada operação, procedimentos e particularidades do processo. Isso aprofunda o nosso padrão de exigência. Ao terceirizar um serviço, não estamos simplesmente comprando um produto. É uma parceria. E não existe lugar mais exigente com a prestação de serviços do que um shopping center.

10 Outubro 2018

10.10.2018 - Juíza condena autora a pagar custas e honorários de ação improcedente (Revista...

08 Outubro 2018

08.10.2018 - Trabalhadora é condenada pela má fé de formular pedido já julgado (TRT-RJ) Notícias...

05 Outubro 2018

04.10.2018 - INFORMATIVO - JORNADA DE TRABALHO NAS ELEIÇÕES BOLETIM DE DIREITO DO TRABALHO DÚVIDAS...

 


 

Receba Notícias do Setor